CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS




Curso de Ciências Biológicas celebra o Darwin Day

14-02-2019

Esta semana, cientistas e biólogos do mundo todo discutiram as contribuições de Charles Darwin para a ciência e para a Biologia. O chamado Darwin Day acontece anualmente e é uma celebração para comemorar o aniversário de Darwin em 12 de fevereiro de 1809. 

O curso de Ciências Biológicas do Centro Universitário Serra dos Órgãos (Unifeso), não poderia deixar a data passar em branco. Por isso, reuniu, na última terça-feira (12/2), cerca de 40 alunos para uma palestra sobre uma teoria própria do “pai da Biologia” que é pouco discutida, a chamada “Seleção Sexual”. Na ocasião, o professor Leandro Costa falou sobre a perspectiva evolutiva dos gêneros. “Quando falamos em Darwin pensamos somente em seleção natural, mas há outra teoria muito própria dele que é a seleção sexual, sobre como os indivíduos de gêneros diferentes da mesma espécie conseguem influenciar diferentes aspectos, tanto na forma como no comportamento”, explicou.

Rickson Souza Ribeiro, estudante do 3° ano, contou que, logo de início, o título da palestra já havia chamado a atenção, por se tratar de seleção natural e seleção sexual. "Na minha opinião, esses são dois temas muito delicados dentro da sociedade e dentro do mundo acadêmico, pois tratam de teorias um tanto quanto complexas e uma das mais bem elaboradas dentro do contexto da Biologia. Mas o professor Leandro retratou-os com muita propriedade e também falou a respeito da psicologia evolutiva, ou seja, de como nós evoluímos até agora, para termos uma espécie de modelo de 'pensamento inconsciente', onde nós selecionamos nossos pares de acordo com certas características físicas e de demonstração de certos atributos, como prover segurança e estabilidade. Eu, particularmente, nunca havia pensado a respeito da seleção sexual, e foi muito esclarecedor, pois me fez avaliar a natureza ao meu redor com outra perspectiva", disse Rickson.

Para o professor Leandro, celebrar a genialidade de Darwin é uma oportunidade de pensar na evolução das espécies e de ter um novo olhar sobre vida. “É um momento de celebrarmos a genialidade do pesquisador que conseguiu teorizar de forma simples e elegante sobre a própria Biologia”, sintetizou.

Por Juliana Lila