CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS




Proteger Teresópolis: Unifeso e Prefeitura lançam projeto para a prevenção de desastres naturais

27-03-2019

Lançado neste dia 26 de março, o projeto Proteger Teresópolis é uma parceria entre o Centro Universitário Serra dos Órgãos (Unifeso) e a Prefeitura Municipal de Teresópolis, por meio da Secretaria Municipal de Defesa Civil, que visa reduzir a vulnerabilidade da cidade aos desastres naturais, chegando em 2020 com o município mais preparado para enfrentar o período de chuvas.

A cerimônia de lançamento e homologação do projeto foi realizada no Tribunal do Júri, no campus Antonio Paulo Capanema de Souza, no Alto, na presença da comunidade acadêmica do Unifeso e de gestores municipais. Na ocasião, 55 estudantes receberam a declaração de participação e a camisa que vão vestir para se empenhar nas atividades que têm como objetivo a proteção de áreas de risco e a preservação de vidas. A estudante Amanda Lopes, do curso de Engenharia Civil, conta que o que mais a motivou se inscrever no projeto foi “sair um pouco dessa vertente do tradicional trabalho de engenheiro de levantar prédios e pensar no coletivo da nossa região”. O Unifeso disponibilizou 27 bolsas para o desenvolvimento de ações de extensão e pesquisa em três áreas distintas. 

O projeto de contará com a colaboração de técnicos da Defesa Civil, de professores e de estudantes dos Centros de Ciências da Saúde e de Ciência e Tecnologia, que farão o diagnóstico de risco, a preparação comunitária, a análise geotécnica e o aperfeiçoamento do sistema de monitoramento e gestão. “Estamos preparando, com o apoio da Defesa Civil, o levantamento das informações que já existem para o município, desde a parte de hidrografia, índices pluviométricos e estações meteorológicas até o questionário que vai ser levado a campo”, detalhou a professora Vivian Telles Paim, diretora do Centro de Ciência e Tecnologia.



Evento de lançamento

Na solenidade de lançamento, compuseram a mesa o Dr. Antonio Luiz da Silva Laginestra, presidente do Conselho Diretor da Feso; o professor Luis Eduardo Possidente Tostes, diretor geral da Feso; a professora Verônica Santos Albuquerque, reitora do Unifeso; Vinicius Claussen, prefeito de Teresópolis; Coronel Flávio Luiz de Castro Jesus, secretário municipal de Defesa Civil. 

Ao abrir a cerimônia, o Dr. Antônio Laginestra expressou seu desejo de que se concretize uma frente às situações de risco que atingem Teresópolis. “Queremos crer que se desastres do tipo vierem a acontecer, terão suas consequências muito minimizadas”, disse aos presentes. 

O prefeito Vinicius Claussen, parabenizou a todos os estudantes que inscreveram para participar do projeto. “Tenho certeza que para os estudantes isso vai representar um campo real de estudo, e nada melhor do que ter a participação da academia e dos estudantes para construirmos juntos as soluções da nossa cidade”, declarou o prefeito. 

O coronel Flávio Luiz de Castro Jesus, secretário municipal de Defesa Civil, explicou que o projeto veio de uma construção coletiva através de conversas entre representantes do poder municipal e da academia. Ele explicou ainda que foram divididos três grupos de trabalho articulados entre si: monitoramento e sistema de gestão; diagnóstico de risco e preparação comunitária; e análise geotécnica. “Dessa forma, poderemos cruzar todos os dados e definir um novo protocolo, tanto de sirenes, quanto de planos de redução de risco mais específicos para o município, todos agregando à área da Saúde. Fica aqui meu agradecimento ao Unifeso por ter apoiado essa ideia, que é coletiva, e vamos chegar em um patamar de excelência no Brasil”, apontou. 

Para as ações, que contemplarão inicialmente áreas de risco de 20 comunidades, há atividades programadas até o mês de dezembro deste ano. “Vamos viver nove meses fazendo um trabalho de sistematização de dados, produção de novos índices e, desse movimento de extensão, já vislumbramos a possibilidade de pesquisa e da produção de inovação com esses dados que virão do projeto”, revelou a reitora do Unifeso, professora Verônica Santos Albuquerque.

“Temos um propósito em comum, que é fazer de Teresópolis uma cidade melhor, com mais qualidade de vida, segurança, saúde e educação”, encerrou a cerimônia de lançamento o professor Luis Eduardo Possidente Tostes, diretor geral da Feso. Após a cerimônia, os presentes participaram de uma conferência sobre a questão das encostas e deslizamentos na cidade, com o professor Cláudio Amaral, do Centro de Ciência e Tecnologia do Unifeso.

Outras Notícias





Atendimento On-line