Avaliação do MEC deixa curso de Medicina do UNIFESO entre os melhores do país  
publicado em: 11/08/17

O Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO) está em festa comemorando o reconhecimento de mais um curso com excelência pelo Ministério da Educação (MEC). A Comissão avaliadora constituída pelos professores Carlos Henrique Vianna de Andrade e Flávio José Dantas de Oliveira realizou de 30 de julho a 2 de agosto uma visita in loco para fins de renovação de reconhecimento do curso de graduação em Medicina, atribuindo o conceito final 4 no perfil de qualidade, em uma escala que vai de 1 a 5. 

“Este conceito significa união, superação e restabelecimento dos laços entre estudantes e gestão institucional”, afirmou a professora Verônica Santos Albuquerque, Reitora do UNIFESO. 

Para a renovação de reconhecimento, foram avaliadas três dimensões: a organização didático-pedagógica, o corpo docente e a infraestrutura. A Instituição recebeu muitos elogios e teve reconhecidos com nota máxima os esforços e a dedicação da coordenação do curso, gerida pelo professor Manoel Pombo. “A nota final 4, mesmo sendo plena, significa que ainda temos espaço para melhorar em um trabalho permanente, pois a Medicina é dinâmica. Alguns comentários vindos dos avaliadores se referem a projetos que já estamos implementando, então temos um longo caminho pela frente”, notou o professor Manoel Pombo. 

As experiências profissionais e de magistério, assim como o regime de trabalho do corpo docente também somaram no relatório dos avaliadores. No documento, a infraestrutura foi considerada bastante satisfatória no que diz respeito às salas de aula, laboratórios e equipamentos. O bom conceito também foi atribuído em itens que se referem ao perfil profissional do egresso, a estrutura curricular e a metodologia do curso. 

Sobre o curso
O UNIFESO, mantido pela Fundação Educacional Serra dos Órgãos (FESO), iniciou as suas atividades educacionais em 1970 com a criação da Faculdade de Medicina de Teresópolis (FMT)​. Desde então, com a missão de “Promover a educação, a cultura, a ciência, a tecnologia e a inovação constituindo-se num polo de desenvolvimento regional, de modo a contribuir para a construção de uma sociedade justa, solidária e ética”, atua na área de educação e assistência à saúde. 

O curso de Medicina, com 12 períodos em tempo integral, adotou desde agosto de 200​5 um currículo integrado, com mais de 50% da carga horária em atividades práticas e utilizando metodologias ativas de ensino-aprendizagem, como por exemplo o PBL (Problem-Based Learning – aprendizado baseado em problema), que proporciona ao estudante a aquisição de competências para a formação médica através de atividades que lhe dão protagonismo​. Além disso, o internato ​médico, nos ​dois últimos anos e a inserção dos alunos n​o mundo do trabalho desde o primeiro período na lógica da Integração Ensino, Trabalho e Cidadania​, são importantes eixos de formação. O curso conta ainda com unidade de ensino própria, o Hospital das Clínicas de Teresópolis Costantino Ottaviano (HCTCO), e unidades de saúde conveniadas em todos os níveis de atenção.