I Prêmio de Excelência Acadêmica leva nome de professor do UNIFESO  
publicado em: 05/09/17

Para homenagear médicos e professores com relevantes serviços prestados à Educação Médica e à Medicina Brasileira, a Associação dos Estudantes de Medicina do Brasil (AEMED-BR) criou o primeiro prêmio de excelência acadêmica com o nome do professor Dr. Daniel Pinheiro Hernandez, como um reconhecimento à trajetória do docente do curso de Medicina do Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO). A homenagem aconteceu durante o II Congresso Brasileiro de Medicina (II CBMED), o maior evento da AEMED-BR, juntamente com o I Congresso Estadual dos Estudantes de Medicina do Rio de Janeiro, organizado pela Associação do Estudantes de Medicina do Rio de Janeiro (AEMED-RJ), cuja comissão organizadora da ocasião tinha como presidente e vice-presidente, respectivamente, os estudantes do UNIFESO Pedro Henrique de Oliveira e Milenna do Nascimento Souto. 

Em seu discurso, o estudante Pedro Henrique ressaltou que o professor Daniel, ao longo dos seus mais de 30 anos de carreira, ocupou relevantes funções, tanto dentro do curso do UNIFESO quanto na gestão da saúde pública do município, “sempre com muita ética e honradez. Nos últimos seis anos ele tem dedicado boa parte do seu tempo para a formação de novas lideranças estudantis, através de um pilar cada vez mais escasso em nossa formação, que são as Humanidades Médicas. O Professor Daniel mostra periodicamente aos estudantes de Medicina a importância da formação cultural e humana do médico no aprimoramento da relação médico-paciente e da empatia”. 

“Fiquei muito emocionado com o prêmio, um reconhecimento que se estende também ao UNIFESO”, confessou o professor Daniel. No Congresso, ele foi convidado pelos estudantes para proferir uma palestra sobre a História da Medicina e para ficar como representante dos docentes de Medicina do Brasil nas cerimônias de abertura e de encerramento do evento. “Na oportunidade falei sobre a importância dos estudos da História da Medicina e o relevante trabalho que fazemos através do grupo que temos dentro da Instituição”.