Ciências Biológicas do UNIFESO realiza III Ciclo de Palestras do Café Científico e I Conferência da Floresta-Escola  
publicado em: 20/09/17

O curso de Ciências Biológicas do Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO) realizou entre os dias 11 e 13 de setembro o III Ciclo de Palestras do Café Científico e a I Conferência da Floresta-Escola no Campus Antônio Paulo Capanema de Souza. A programação conjunta proporcionou maior visibilidade ao trabalho que é feito na Instituição para fomentar a iniciação científica e aproximar os estudantes da realidade do mercado de trabalho. 

O Ciclo de Palestras é um formato mais amplo do Café Científico que é um seminário realizado semanalmente, de fevereiro a dezembro, sempre trazendo um profissional para uma conversa com os estudantes. No primeiro dia, a Conferência da Floresta-Escola contou com as palestras da professora Liane Pitombo, que fez um balanço dos três anos de atividade do projeto; do professor Reginaldo Felismino Guimarães, que tratou do tema Restauração Florestal; e da professora Fabiane Aguiar Pereira, que abordou a Fauna do Parque Nacional da Serra dos Órgãos (PARNASO). 

“A I Conferência da Floresta-Escola teve como objetivo dar visibilidade ao trabalho que estamos desenvolvendo há três anos. É um importante momento de discussão dos avanços que realizamos. Na terceira edição do Café Científico podemos rever os egressos que vieram contar como foi a iniciação científica aqui no UNIFESO e como é a Pós-Graduação stricto senso. Os egressos vieram mostrar o futuro possível para os estudantes. Isso ajuda a estimular os jovens do curso para que eles possam vislumbrar um caminho a seguir”, explicou o professor Carlos Alfredo Franco Cardoso, coordenador do curso. 

No segundo dia, estudantes que participam do Programa de Iniciação Científica e Pesquisa (PICPq) do UNIFESO, Jovens Talentos da FAPERJ, monitores de botânica e voluntários de Ciências Biológicas e Farmácia participaram do Seminário de Aprofundamento da Floresta-Escola com a professora Liane Franco Pitombo. À noite, André Luis de Alcântara Guimarães, ex-professor do UNIFESO, e atualmente professor da UFRJ, encantou os estudantes com a palestra sobre Botânica Forense. Em seguida, o egresso e mestrando pelo Jardim Botânico Luis Fernando Gonçalves da Silva apresentou o trabalho que realiza em Botânica de Altitudes. 

No terceiro dia, o egresso Luiz Philippe da Silva Sergio que já completou o mestrado e atualmente é estudante de Doutorado na UERJ, palestrou sobre a importância da iniciação científica para o estudante de graduação. Além da palestra os egressos participaram de mesa-redonda sobre a Pós-Graduação no campo da Biologia, tendo como moderador o professor Renan Fernandes Loureiro. 

 A egressa Noêmia Falcão Nogueira, mestranda pela UFRRJ; a mestre Keila da Silva Canuto e doutoranda pela UERJ; o mestre Luiz Philippe da Silva Sergio e doutorando pela UERJ; Mariana de Souza Oliveira mestranda pela UFRRJ; a mestre Daiana Lima Almada pela UFF; Fabiane de Aguiar Pereira, mestre pelo Jardim Botânico e que trabalha no PARNASO comentaram sobre a importância da graduação de Ciências Biológicas do UNIFESO na sua formação e dos desafios enfrentados na Pós-Graduação stricto senso. Além dos presentes, o professor Erick Guimarães, coordenador do curso de Pós-Graduação lato senso em Gestão da Saúde e Tecnologias das Análises Clínicas e Pesquisa do UNIFESO participou da mesa-redonda através de conexão online. Encerrando as atividades da Floresta-Escola, a   professora Thereza Cristina Costa Lopes realizou a oficina de herborização com estudantes do curso de Ciências Biológicas. 

Luiz Philippe da Silva Sergio elogiou o crescimento do curso. “Na minha graduação não havia ainda a Floresta-Escola e isso é interessante porque mostra que o curso está avançando, está crescendo em áreas distintas. Quando eu entrei havia muita coisa voltada para a saúde, estava iniciando ainda na parte ambiental que agora eu vejo que está crescendo bem. Eu vejo que o curso de onde me formei cresceu, isso é importante para mim como egresso e como profissional”. 

“É muito legal conhecer pessoas que passaram pelas mesmas coisas que nós estamos vivenciando na graduação e ver o caminho que eles trilharam, pois podemos ver que também somos capazes. Assim nos inspiramos, conhecemos novas áreas. A caminhada é longa e ter exemplos de variadas áreas é muito importante, até mesmo para ver que há mercado de trabalho amplo, basta escolher a área que nós queremos. Eu não gosto de botânica em si, porém tivemos uma palestra de botânica forense e como me interesso por perícia criminal fiquei encantada. É uma forma de abrir portas, adquirir novos conhecimentos que não temos em sala de aula”, destacou a estudante Thais Castelo Branco Magliano.

Últimas Notícias

Médica Veterinária formada pelo UNIFESO assume Secretaria em São José  

Egressa do UNIFESO tem TCC premiado pelo Conselho Regional de Fisioterapia  

Egresso de Direito do UNIFESO aprovado em concurso do TRF  

Equipe do UNIFESO se prepara para as quartas de final da Hult Prize, maior competição internacional de empreendedorismo social  

HCTCO comemora Natal com pacientes e funcionários

2017 marca centenário do professor Roched Abib Seba

Estudantes do CENSF e E.M. Maçom Lino Oroña Lema vencem Desafio CESO 2018

Funcionários do UNIFESO se unem e provam que Papai Noel existe

Pediatria da Clínica-Escola de Fisioterapia realiza confraternização de fim de ano

Projeto de monitoramento de trilhas desenvolvido no UNIFESO é apresentado em Brasília

UNIFESO participa de evento sobre as Novas Diretrizes Nacionais Curriculares do Conselho de Farmácia

UNIFESO participa de evento sobre as Novas Diretrizes Nacionais Curriculares do Conselho de Farmácia

Projeto de monitoramento de trilhas desenvolvido no UNIFESO é apresentado em Brasília

Pediatria da Clínica-Escola de Fisioterapia realiza confraternização de fim de ano

Formanda do UNIFESO apresenta trabalhos no Congresso Latino Americano de Oftalmologia Veterinária

Equipe do UNIFESO vai para as finais da maior competição internacional de empreendedorismo social entre estudantes

Médicos comemoram 35 anos de formatura no UNIFESO

Professora do UNIFESO apresenta nos EUA dados de pesquisa sobre a Malária Autóctone na Mata Atlântica

UNIFESO oferece novos cursos e condições mais acessíveis no Vestibular 2018