Equipe do UNIFESO vai para as finais da maior competição internacional de empreendedorismo social entre estudantes
publicado em: 18/12/17

“Aproveitando o poder da energia para transformar a vida de 10 milhões de pessoas - como mudar o mundo com US$ 1 milhão?”. Este foi o tema do desafio de 2018 proposto pela Hult Prize, premiação internacional mais prestigiada para o empreendedorismo social que incentiva a criação de novas empresas dedicadas ao enfrentamento das questões consideradas como as mais urgentes do mundo, concedida pela Hult International Business School. O Prêmio Hult terá pela primeira vez estudantes do Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO) representando a Instituição e o Brasil nas etapas finais desta que é a maior competição de universitários do mundo.

Hult Prize UNIFESO: equipe Onyx Studios é vencedora

Doze equipes - formadas por três a quatro estudantes (cada) dos cursos de graduação e pós-graduação - defenderam seus projetos na edição Hult Prize UNIFESO, organizada pelo Campus Director da Hult Prize, o estudante de Medicina Fellipe Carlos Corrêa Batista, no dia 15 de dezembro, no Campus Antonio Paulo Capanema de Souza, no Alto. Com o apoio dos dirigentes de toda a Instituição, ele formou as equipes e realizou o processo seletivo no UNIFESO através da apresentação oral dos projetos e avaliação de um corpo jurado, seguindo as regras e a metodologia propostas pela Hult Prize. "Não é todo o dia que temos a oportunidade de mudar o mundo. Esta é a nossa chance de mostrar ao mundo que a nossa Instituição é dedicada ao impacto social", disse Fellipe incentivando as equipes.

O júri foi composto pelas professoras Mariana Beatriz Arcuri, Diretora do Centro de Ciências da Saúde (CCS), Elaine Maria de Paiva Andrade, Diretora do Centro de Ciências e Tecnologia (CCT) e Ana Maria Gomes de Almeida, Diretora do Centro de Ciências Humanas e Sociais (CCHS). “Ficamos muito emocionadas e surpresas com os projetos por terem ideias muito interessantes e inovadoras, e queremos viabilizar, de alguma forma, todas essas propostas”, garantiu a professora Mariana Arcuri. “Seguimos a risca as orientações da Hult Prize para fazer a seleção, mas gostamos de todos os trabalhos”, elogiou a professora Elaine Andrade. “Todos participantes logo se lançaram assim que surgiu a proposta do evento, enxergando as diversas possibilidades, e isso já caracteriza uma formação diferenciada do UNIFESO”, pontuou a professora Ana Maria Gomes.

Embora todos as propostas de startup tenham agradado, a grande vencedora foi a equipe Onyx Studios, formada pelos estudantes Carlos Jacobina, Ariel Zimbrão, Douglas Ornelas e Renan Souza, do curso de Ciência da Computação, que agora se preparam para a próxima etapa, as quartas de final, a serem realizadas em março, em Nova York (EUA). “Isso é uma coroação do nosso trabalho que só acontece graças ao empenho dos nossos estudantes”, comemorou o professor Laion Luiz Fachini Manfroi, coordenador do curso de Ciência da Computação.

“Agradecemos ao UNIFESO e aos nossos professores Laion e José Roberto Andrade. Foi um projeto bem corrido que veio do panejamento de uma proposta de jogo para a iniciação científica dentro do nosso curso. Optamos pela área que gostamos muito, a de desenvolvimento de games, que somada à proposta de startup foi muito interessante por nos trazer a perspetiva de um retorno financeiro à nossa iniciativa”, declarou o estudante Renan.

“Esta edição só aconteceu graças aos 12 projetos que foram apresentados, sintam-se todos representados pela equipe selecionada”, colocou a Reitora a todas as equipes. “A disputa foi bem acirrada, mas a Onyx Studios destacou-se por nos passar a segurança de desenvolver um projeto que propõe soluções de uma tecnologia muito boa com este viés da Educação, que é o forte do UNIFESO”, finalizou a professora Verônica Santos Albuquerque, Reitora do UNIFESO.

Mesmo sem a classificação para a final, as equipes envolvidas na competição garantiram que a experiência foi válida, e que continuarão trabalhando nas propostas. “Pretendemos dar continuidade ao projeto usando o próximo ano para apresentá-lo novamente, porém, bem mais amadurecido”, contou Rafael Soares, egresso do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária e pós-graduando do curso de Business Intelligence (BI).

 

Últimas Notícias

HCTCO comemora Natal com pacientes e funcionários

2017 marca centenário do professor Roched Abib Seba

Estudantes do CENSF e E.M. Maçom Lino Oroña Lema vencem Desafio CESO 2018

Funcionários do UNIFESO se unem e provam que Papai Noel existe

Pediatria da Clínica-Escola de Fisioterapia realiza confraternização de fim de ano

Projeto de monitoramento de trilhas desenvolvido no UNIFESO é apresentado em Brasília

UNIFESO participa de evento sobre as Novas Diretrizes Nacionais Curriculares do Conselho de Farmácia

UNIFESO participa de evento sobre as Novas Diretrizes Nacionais Curriculares do Conselho de Farmácia

Projeto de monitoramento de trilhas desenvolvido no UNIFESO é apresentado em Brasília

Pediatria da Clínica-Escola de Fisioterapia realiza confraternização de fim de ano

Formanda do UNIFESO apresenta trabalhos no Congresso Latino Americano de Oftalmologia Veterinária

Médicos comemoram 35 anos de formatura no UNIFESO

Professora do UNIFESO apresenta nos EUA dados de pesquisa sobre a Malária Autóctone na Mata Atlântica

UNIFESO oferece novos cursos e condições mais acessíveis no Vestibular 2018

Dezembro Vermelho: acadêmicos de Medicina realizam campanha

Prevenção ao Câncer da Pele: UNIFESO veste camisa do Dezembro Laranja e realiza campanha de conscientização

Medicina UNIFESO 2018: candidatos sobem a serra na disputa por uma vaga

Desafio CESO 2018: inscrições abertas até o dia 8 de dezembro  

CESO apresenta pesquisa em maior Feira de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado do Rio de Janeiro