CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS




A educação transformadora é debatida no encontro virtual “Entre Professores”, com José Moran

11-02-2021

Professores do Centro Universitário Serra dos Órgãos (Unifeso) acompanharam, dia 8 de fevereiro, ao vivo, pelo canal da instituição no Youtube, o Ciclo de Debate sobre Educação Híbrida, tendo como convidado o professor José Moran.  Ele é pesquisador sobre Educação Transformadora e abordou o tema junto com os mediadores e professores do Unifeso, Verônica Santos Albuquerque, reitora; Carla Cunto, assessora da Direção de Educação à Distância  (EAD); Paulo de Oliveira, coordenador pedagógico na EAD; e João de Castro, coordenador da Editora Unifeso. 

“O Ensino Híbrido está em nosso Plano de Desenvolvimento Institucional, pensado para os próximos cinco anos, e vínhamos implantando as respectivas estratégias de ensino. De certa forma, vivemos um 2020 que acelerou os nossos planos na educação, impulsionando muitas pessoas , que até então tinham pouca familiaridade com o ensino on-line, para as plataformas digitais e as lives. Agora, em 2021, é tempo de fazermos um caminho de qualificação, estudarmos e aprendemos mais, para avançarmos nos conceitos e na prática desta modalidade”, ressaltou a Reitora. 

Em seu depoimento, o professor José Moran relatou os caminhos que o fizeram chegar aos estudos e ao desenvolvimento de projetos de transformação na educação, com foco em metodologias ativas, modelos híbridos e tecnologias digitais. Segundo ele, a pandemia trouxe, no ano passado, uma nova percepção de que podemos avançar nos modelos híbridos. “Hoje, para o MEC, não existe a palavra híbrido. Temos apenas ou o curso presencial ou a distância, mas acredito que, este ano, chegará o momento em que o Conselho Nacional de Educação vai dar esta possibilidade para que as Instituições pensem no currículo de uma forma muito mais integrada, oferecendo muito mais alternativas, seja para se trabalhar EAD ou em modelos presenciais”, adiantou Moran. 

O convidado afirmou ainda que “o professor tem que se sentir seguro nesta caminhada para poder insistir com os estudantes. Por outro lado, ao estudante, cabe deixar claro o caminho que ele vai seguir: se só quer o diploma, ou se quer aprender. E se quiser aprender, tem que se mover”. 

Confira aqui o vídeo na íntegra.



Por Giovana Campos

Outras Notícias





Atendimento On-line