CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS




Estudantes de Biomedicina participam de palestra sobre modelagem de doenças neurodegenerativas

04-12-2020

No dia 26 de novembro, o curso de Biomedicina do Centro Universitário Serra dos Órgãos (Unifeso) recebeu Mauricio de Castro Cabral da Silva para falar sobre “Modelagem de doenças neurodegenerativas com o uso de Células-Tronco de Pluripotência Induzida (IPSC)”. A palestra fez parte da programação do V Congresso Acadêmico-Científico do Unifeso (V Confeso), que aconteceu de forma on-line.

Mauricio possui graduação em Ciências Biológicas Modalidade Médica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e doutorado sanduíche em Ciências Biológicas (Biofísica) pela UFRJ e em Oxford, na Inglaterra, e pós-doutorado na UFRJ, na UniRio, em Minessota e em Harvard. Foi para a Austrália, onde trabalha como pesquisador utilizando células-tronco pluripotentes induzidas. 

A tecnologia de reprogramação celular possibilitou a geração de células pluripotentes a partir de células de pacientes e indivíduos sadios. Essas células, conhecidas como células-tronco de pluripotência induzida (IPSC), são diferenciadas para tipos celulares de relevância clínica, utilizadas em modelagem de doenças in vitro, permitindo abordagens antes impossíveis de se realizar em outros modelos.

Essas células são obtidas através de células da pele, elas recebem uma série de fatores de transcrição e regridem para um estágio embrionário, estágio esse que permite com que elas se transformem, posteriormente, em qualquer célula do nosso corpo, inclusive, as células neuronais. Vale ressaltar que a estratégia de retroceder a célula da pele para um estágio embrionário foi desenvolvida por Shinya Yamanaka, que, em 2012 ganhou o prêmio Nobel de Medicina por conta dessa técnica. 

“É uma técnica muito bem estabelecida, muito utilizada no mundo para várias estratégias e, hoje em dia, você pode inclusive comprar kits de transformação de células da pele, ou qualquer outro tipo de célula, já diferenciada num estágio embrionário, e aí sim desenvolver protocolos de diferenciação”, explicou o palestrante. Mauricio desenvolve esses protocolos de diferenciação em vários tipos de células neurais, e a otimização desses protocolos fazem com que ele obtenha vários tipos de células neuronais, formando, assim, um banco de células neuronais que podem ser utilizadas tanto para entender mecanismos fisiológicos desses neurônios, provenientes de pacientes com doenças neurodegenerativas, assim como teste de drogas, de fármacos, e outras aplicações.

“Foi uma palestra muito interessante, trata-se de um assunto extremamente promissor e inovador na ciência mundial atual”, disse Leandro Vairo, professor do curso de Biomedicina e mediador da palestra.

 

Vestibular 2021.1 com inscrições abertas para diversos cursos de graduação 



O Unifeso dará aquela força para quem tem o sonho de fazer uma graduação. Os vestibulandos que se matricularem em um dos 13 cursos oferecidos, no primeiro semestre de 2021, terão 30% de bolsa garantidos durante o período de integralização do curso, mantendo as condições estabelecidas no regulamento. Há bolsas de estudo disponíveis também para outras formas de ingresso. As inscrições acontecem de 30 de novembro a 19 de fevereiro e podem ser feitas, gratuitamente, pelo site.

São duas as principais formas de ingressar em uma graduação: via nota do Enem ou Redação On-line, e todo o processo, desde a inscrição até a matrícula, poderá ser feito de casa.




Por Juliana Lila

Outras Notícias





Atendimento On-line