Unifeso - Futura Mestre em Direito, estudante formada no Unifeso se especializa para seguir a carreira docente

CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS




Futura Mestre em Direito, estudante formada no Unifeso se especializa para seguir a carreira docente

04-06-2021

Mariana dos Reis Caminha concluiu a graduação em Direito no Centro Universitário Serra dos Órgãos (Unifeso) e logo embarcou em novos desafios para continuar se qualificando, seguindo o caminho que sente ser uma vocação: lecionar. Neste ano ela iniciou o Mestrado em Direito, na Universidade Católica de Petrópolis (UCP), que trata sobre Processo e Efetivação da Justiça e dos Direitos Humanos, e está cursando especialização em Direito Processual, Penal e Criminologia na PUC do Rio Grande do Sul. “Eu procuro me especializar academicamente cada vez mais, justamente para ter uma área bem delimitada e para transmitir os conteúdos que assimilei na minha faculdade”, conta Mariana. 

Seu projeto de pesquisa trata sobre audiência de custódia à luz das inovações advindas do Pacote Anticrime, Lei 13.964, de 24 de dezembro de 2019. “O objetivo da minha dissertação será analisar se é possível um standard probatório e se ele seria aplicável dentro do processo penal brasileiro, no que tange à audiência de custódia e, principalmente, vou abordar esta figura nova do juiz das garantias, que foi uma inovação e é um dispositivo muito importante, embora ainda esteja suspenso na lei”, adianta Mariana, que sempre foi apaixonada processo penal, “principalmente por processual, garantias, direitos, enfim, foi algo que me identifiquei no início da faculdade. Penal eu me apaixonei porque passei pelo estágio na Defensoria Criminal de Teresópolis”, relembra. 

O gosto pela pesquisa começou logo na graduação, quando teve diversas oportunidades de se aprofundar neste segmento. Ainda no segundo período, ela foi monitora da Revista do CCHS e sempre teve muito contato com esta parte de artigos, pesquisa, gostando muito de ler e escrever. 

De 2016 a 2017 fez parte do grupo de iniciação científica Acesso à Justiça, Direito Universal, Assistência Jurídica e Criminal, quando teve ainda mais contato com pesquisa, pois começou a participar na prática de atendimentos em cenários reais. Em 2019 participou do Laboratório de Ciências Criminais do IBCCRIM, e nele começou a se aprofundar no tema que hoje trabalha na dissertação. 

Antes de se formar e de apresentar o TCC, o artigo já estava publicado no Congresso Internacional de Direitos Humanos. Em 2020, Mariana teve aprovado um resumo expandido para ser publicado no IV Encontro Nacional das Mulheres nas Ciências Criminais. 



Por Giovana Campos

Outras Notícias





Atendimento On-line