Unifeso - HCTCO realiza primeira cirurgia cardíaca em procedimento de alta complexidade

CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS




HCTCO realiza primeira cirurgia cardíaca em procedimento de alta complexidade

08-10-2021

Foi realizada na última quinta-feira, 7/10, a primeira cirurgia cardíaca no Hospital das Clínicas de Teresópolis Costantino Ottaviano (HCTCO). O procedimento de revascularização do miocárdio, feito em um paciente com idade acima de 70 anos, marca uma nova etapa do hospital, que está em franca expansão para se tornar um complexo hospitalar referência na Região Serrana do estado.

O coordenador da equipe de Cirurgia Cardíaca é o Dr. Joaquim Coutinho, que acompanhou a primeira cirurgia, realizada com sua equipe composta pelos cirurgiões cardiovasculares Henrique Coutinho e Gustavo Kikuta e residentes. “Esperamos que este paciente tenha uma boa recuperação e que sua alta seja o mais breve possível”, disse o Dr. Joaquim. Segundo ele, a complexidade do procedimento demanda uma estrutura de ponta e profissionais altamente especializados.

Segundo o Dr. Henrique, a cirurgia durou cerca de três horas, contando com quatro cirurgiões, dois instrumentadores, dois perfusionistas e três anestesistas. "Foi um caso de complexidade enorme, o caso era crítico. O paciente estava com uma lesão grave no coração, mas felizmente ocorreu tudo como o esperado. No dia seguinte à cirurgia, o paciente ficou no pós-operatório bem, estável e se alimentando normalmente, sem o dreno, com uma ótima evolução", comemorou o Dr. Henrique. Segundo o cirurgião, este procedimento, conhecido também como cirurgia de ponte de safena, é recomendado nos casos de infarto e de entupimento das artérias do coração.

Alta Complexidade

A chegada dos novos serviços de Hemodinâmica e Cirurgia Cardíaca ao HCTCO abre possibilidades para um cuidado completo e integrado em procedimentos de Alta Complexidade, assim como exames mais precisos e menos invasivos e tratamento clínico especializado com a equipe de profissionais atuantes e qualificados na área da Cardiologia. 

O Dr. Joaquim frisa a relevância de se manter o serviço 24 horas por dia no hospital, por agregar muito à unidade de saúde, ao paciente e à população em geral. “Às vezes a unidade tem uma cirurgia oncológica abdominal, por exemplo, que chega muito perto dos vasos de aorta e de cava abdominal, e o cirurgião não mexe porque acha que o paciente é ‘inoperável’. No entanto, com este novo sistema no HCTCO, conseguimos ajudar e fazer a cirurgia juntos, facilitando as intervenções em diversas especialidades”, exemplificou o coordenador do serviço de Cirurgia Cardíaca.

“Vamos avançar em procedimentos ainda não realizados no município e alguns ainda não realizados na Região Serrana”, ressaltou a Dra. Rosane Rodrigues Costa, diretora Geral do HCTCO.

Para atender às demandas dos novos serviços, o hospital também está trazendo mais novidades. “A Unidade de Tratamento Cardiointensivo com 10 leitos, 16 novos leitos de UTI adulto, ampliação do Serviço de Ecocardiografia com a realização de Ecocardiograma transesofágico e a Educação Continuada das equipes para o atendimento a pacientes cardiológicos na urgência e emergência”, contou Dra. Rosane. 



Por Giovana Campos

Outras Notícias





Atendimento On-line