CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS




Uso correto de máscaras e ambientes ventilados estão entre os cuidados primordiais dentro dos campi

14-09-2020

Chaves de casa, celular, álcool em gel e ela: a máscara! Aquele ritual de check-up de itens antes de sair de casa agora está mais longo. E levante a mão quem nunca teve que dar meia volta por sair com pressa e (quase) esquecer dela. Não se vai mais a lugar algum sem este acessório de proteção. E por mais que a rotina e as pessoas estejam se adaptando a esta nova normalidade, agora, mais do que nunca, o uso correto da máscara se faz necessário. 

Por isso, o Centro Universitário Serra dos Órgãos (Unifeso) tem trabalhado, em uma campanha de conscientização, na vigilância e na orientação das pessoas que circulam nos campi, alertando quanto ao uso deste item obrigatório. Com a retomada parcial de algumas atividades presenciais, foram espalhadas placas para chamar a atenção em relação aos cuidados de prevenção à Covid-19. Lembrando que, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o uso da máscara não dispensa, entretanto, outras medidas de saúde pública, como o distanciamento social. 

A entidade também faz orientações de como usar e cuidar da máscara: limpar as mãos antes de colocar a máscara; inspecionar a máscara para verificar a existência de rasgos ou buracos; ajustar a máscara para cobrir boca, nariz e queixo, sem deixar lacunas nas laterais; não tocar na máscara enquanto a estiver usando; trocar a máscara se estiver suja ou molhada; limpar as mãos antes de tirar a máscara; retirar a máscara removendo-a por trás das orelhas, sem tocar na parte frontal da máscara; e limpar as mãos após remover a máscara.

Lembrando que a máscara é individual e não deve ser compartilhada com outras pessoas, e a mesma deve ser trocada a cada 3 horas (pano), 4 horas (cirúrgica). Para atividades nas clínicas, deve ser usada uma máscara específica, que é a N95/PFF2. A máscara descartável deve sempre ser descartada na lixeira de lixo infectante. 



Ambientes ventilados

A ventilação natural ajuda na prevenção de doenças, como a Covid-19. Ao favorecer a renovação do ar, reduz a possibilidade de disseminação do novo coronavírus. Por isso, manter os ambientes sempre bem arejados é uma maneira de prevenção à doença, além de proporcionar o bem-estar, controlando a temperatura e reduzindo a necessidade do uso de soluções mecânicas.



Por Giovana Campos

Outras Notícias





Atendimento On-line