CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS




Egresso de Farmácia destaca-se em doutorado na Fiocruz

11-09-2019

Realizar divulgação científica de qualidade para todos os públicos e ajudar a construir um país melhor. Estes são os desejos de Rafael Ferreira, formado em Farmácia pelo Centro Universitário Serra dos Órgãos (Unifeso), desde 2012. O egresso fez mestrado no programa de pós-graduação de Biologia Computacional e Sistemas (BCS), na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e acaba de concluir o doutorado no mesmo programa. 

Rafael estudou as formas alternativas para o tratamento da doença de Chagas, causada pelo parasita Trypanosoma cruzi. “Neste trabalho, através de abordagens computacionais (também chamadas de in silico) como a modelagem molecular, a dinâmica molecular e outras técnicas, revelo a importância de uma proteína existente no parasita que pode ser usada como alvo terapêutico, ou seja, é demonstrado quais fármacos poderiam ser utilizados para afetar esta enzima, matando o parasita e, assim, auxiliando na busca por novas formas de tratamento para esta doença, negligenciada no Brasil e no mundo”, explica Rafael.

Recentemente, ele foi convidado a fazer parte da Rede de Plataformas Tecnológicas da Fiocruz, na subunidade de bioinformática do Rio de Janeiro, uma plataforma que oferece suporte em bioinformática para o processamento de dados biológicos, acesso a bancos de dados genéticos e análise de dados de proteínas. Sobre as perspectivas para o futuro, Rafael conta que pretende voltar às salas de aula como professor.

“Os professores que tive na minha graduação foram muito importantes, já que sem eles eu não conseguiria me inserir no mundo científico. Os contatos iniciais entre mim e a Fiocruz foram realizados pelo professor Valter. Acredito que, atualmente, possuo capacidade e maturidade intelectual para realizar divulgação científica de qualidade para todos os públicos. Espero que todos estes anos de preparação me permitam auxiliar na construção de um país melhor, aonde a ciência e a educação sejam valorizados, e que, desta vez, eu possa voltar às salas de aula como professor, para poder retribuir todo conhecimento e oportunidade que um dia me foram dados”, disse.

Por Juliana Lila