CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ORGÃOS




Jovem de Petrópolis realiza sonho de cursar Medicina Veterinária

15-03-2019

Apaixonada por animais desde criança, a estudante Vitória Lacir da Motta, do primeiro período do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário Serra dos Órgãos (Unifeso), superou dificuldades e foi firme em suas escolhas para, hoje, caminhar rumo um sonho. Moradora de Petrópolis, de família humilde e sem ter tido a oportunidade de estudar em bons colégios ao longo da sua educação básica, ela superou alguns problemas de saúde, se esforçou, estudou e foi aprovada em programa de bolsa de estudo do governo, chegando ao ensino superior. 

No entanto, o sonho de se tornar uma médica veterinária quase foi atropelado pela ansiedade da jovem. “Terminei o ensino médio em 2016, mas com uma base não muito forte do colégio. Assim, pela pressão e ansiedade, ingressei no curso de Biomedicina de uma instituição de Petrópolis através do ProUni, e ainda no meio do ano mudei para o curso de Enfermagem de outra faculdade da cidade. Estava dentro da área da saúde, mas não satisfeita por completo”, contou. 



Ano passado, 2018, ela decidiu trancar a faculdade e focar no seu objetivo profissional. Foi quando ela ganhou uma bolsa num curso pré-vestibular e, dedicando-se dia e noite aos estudos, prestou o ENEM visando uma boa colocação e a tão almejada vaga no curso de Medicina Veterinária. “Não foi fácil, eram três vagas para ampla concorrência, com as notas bem altas, mas eu consegui. Vibrei muito, estava aliviada!”, contou. Finalmente, no caminho que sempre planejou para sua vida profissional, Vitória espera agora “aproveitar ao máximo o que a faculdade tem a me oferecer. Sei que ela me abrirá portas surpreendentes lá na frente. Apesar de estar no começo da graduação, o Unifeso se mostrou uma excelente faculdade, com ótimos professores e funcionários dispostos a me ajudar. Fui muito bem recebida desde a primeira visita ao campus da Quinta do Paraíso, e o fato de eu ser bolsista não interferiu no ótimo tratamento e acolhimento que recebo”, elogiou Vitória.