CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ORGÃOS




Terapia Intensiva: UNIFESO participa de fórum sobre a atuação e técnicas fisioterapêuticas

18-09-2018

O curso de Fisioterapia do Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO) marcou presença IV Fórum da Câmara Técnica em Terapia Intensiva do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da Segunda Região (CREFITO2), realizado em agosto. A professora Cynthia dos Santos Samary acompanhou estudantes dos terceiro e quarto anos do curso. Segundo ela, “os assuntos abordados neste evento foram bastante enriquecedores para os estudantes, pois complementaram o conteúdo dado em sala de aula e no estágio, esclarecendo diversos aspectos legais e atuais sobre a atuação e técnicas fisioterapêuticas dentro da Terapia Intensiva”, disse a professora, que ministrou no evento a conferência sobre “Novas variáveis ventilatórias para minimizar a Lesão Pulmonar Induzida pela Ventilação Mecânica". 

Para o estudante Vinicius Baltar, presidente da liga de Terapia Intensiva do UNIFESO, “a participação em eventos científicos é de grande importância e apresenta benefícios para minha formação, principalmente no que tange à oferta de subsídios técnicos-científicos para o aprimoramento dos conhecimentos adquiridos ao longo da graduação”. Ele destacou ainda o estímulo às habilidades e atitudes profissionais, novas aprendizagens e conhecimentos, assim como a visão mais ampla e atenta aos assuntos de interesse pessoal. “Como representante de uma Liga Acadêmica, que busca estimular a educação em sua plenitude, pude alcançar alguns dos objetivos da mesma, no que diz respeito à divulgação da Fisioterapia Cardiorrespiratória e em Terapia Intensiva e a estimulação da participação discente em eventos acadêmico-científicos”, observou. 

E quanto à organização do evento, o estudante destacou como o grande diferencial a mesa de opinião com especialistas, “em um formato diferente do convencional, que contemplou temas polêmicos, em que profissionais atuantes e renomados na área debateram suas experiências e vivências. E, por fim, o que mais me encantou foi ver como a Fisioterapia evoluiu na área, tanto na legislação como também no domínio dos recursos e técnicas, sendo observada a existência de diversos profissionais fisioterapeutas que pesquisam, trabalham e lutam pela nossa profissão e pela vida dos nossos pacientes”.