Unifeso - Unifeso aposta em programas de internacionalização como diferencial na formação

CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS




Unifeso aposta em programas de internacionalização como diferencial na formação

14-09-2021

O Centro Universitário Serra dos Órgãos (Unifeso) escolheu a internacionalização como um tema estratégico para o seu Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), a partir da compreensão da necessidade de desenvolvimento de competências que exigem a abertura à realidade internacional. Segundo o Ministério da Educação, internacionalização são as atividades que inserem a instituição de Ensino Superior no contexto internacional, por meio de parcerias realizadas com outras instituições em vários países, proporcionando a transferência do conhecimento. 

Essas atividades podem ocorrer dentro da instituição de ensino, através da oferta de disciplinas de língua estrangeira, do estímulo à participação de estudantes e professores em eventos internacionais, do incentivo à publicação em revistas e periódicos internacionais e, ainda, na matrícula de estudantes estrangeiros em nossos diversos cursos. 

Em 2018, o Unifeso firmou parceria com o Santander Universidades, reafirmando o compromisso da faculdade em investir e ampliar sua atuação em internacionalização. O convênio visa o oferecimento de bolsa de estudo internacional a estudantes do centro universitário. Já em 2021, a instituição lançou o Unifeso Sem Fronteiras, cujo objetivo é promover a troca de experiências.

“O programa Unifeso Sem Fronteiras teve sua primeira edição em julho desse ano, e nos surpreendemos com o sucesso. Por conta disso, faremos, possivelmente em novembro, uma segunda edição. Acredito que o programa venha a fazer parte do nosso calendário anual e estamos estudando algumas parcerias para aumentá-lo”, comenta a professora Roberta Montello Amaral, diretora de Pós-graduação Pesquisa e Extensão.

O Unifeso Sem Fronteiras é uma ajuda de custo aos alunos que tenham alguma proposta de estágio fora do país. A ideia é que eles façam uma parte do estágio fora do Brasil e, quando voltem, relatem as experiências que tiveram. “O Unifeso entende que a internacionalização é uma questão importante para a formação dos estudantes e que essa troca de experiência traz um benefício muito grande, um conhecimento e uma experiência que não têm preço”, enfatiza a professora Roberta.

Por Juliana Lila

Outras Notícias





Atendimento On-line