CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS




Unifeso participa de ação social do Projeto Patrulha Maria da Penha

21-08-2019

Com o objetivo de apresentar e sensibilizar a população sobre o Projeto Patrulha Maria da Penha, a Polícia Militar (PM) realizou uma grande ação social na calçada da Fama, no Centro de Teresópolis, durante a tarde do dia 16 de agosto. O Centro Universitário Serra dos Órgãos (Unifeso) foi convidado para participar desta iniciativa que contou também com a parceria da Secretaria Municipal de Saúde de Teresópolis. 

“Aproveitamos o evento para estender a parceria com a Prefeitura Municipal de Teresópolis no projeto Prefeitura Presente e com a Secretaria Municipal de Saúde, pelos nossos Contratos Organizativos de Ação Pública de Ensino-Saúde (Coapes)”, contou a professora Renata Mendes, coordenadora de eventos das ações de saúde do Centro de Ciências da Saúde (CCS).

Entre as ações, estudantes e professores prestaram orientações sobre câncer de mama, câncer de colo do útero, doenças sexualmente transmissíveis, hipertensão, diabetes, saúde bucal, uso de medicamentos, os cuidados em geral com a saúde da mulher e os direitos que elas têm em relação ao atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS). 

Para o estudante João Pedro Oliveira, do nono período de Medicina, “a informação liberta”. Ele, entre outros estudantes dos cursos CCS, participou da ação e acredita que muitas mulheres ainda não têm acesso à informação. “Muitas vezes ela não está orientada quanto aos meios de prevenção de diversas doenças, ou sofre uma violência mas desconhece seus direitos. Por isso, é muito importante ter esse acompanhamento de profissionais. Melhor ainda é termos a oportunidade de nos aproximarmos dessas mulheres para tirarmos dúvidas e darmos esse direcionamento", explicou. 

Este foi o terceiro ano que a PM realiza a ação social. Para a cabo Gisele Carvalho, a parceria com o Unifeso sempre foi muito importante. “Essa ação é estratégica para nos aproximarmos das pessoas de forma que elas conheçam nosso trabalho, divulgando os serviços que prestamos - como o que está acontecendo hoje com a Patrulha Maria da Penha. Esta patrulha visa prestar assistência às mulheres que sofrem violência doméstica. Acompanhamos, damos acolhimento e todo o suporte para que as mulheres se sintam encorajadas”, frisou Gisele. 

O projeto foi inspirado em experiências bem-sucedidas, desenvolvidas em algumas áreas do estado para prevenir a violência contra mulher. A secretaria de Estado de Polícia Militar do Rio de Janeiro lançou, em abril, o Programa "Patrulha Maria da Penha- Guardiões da Vida". Trata-se de um programa estratégico, concebido através de parceria com o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, para prestar, em todo o território estadual, um atendimento estruturado e especializado contra casos de violência doméstica. 



Por Giovana Campos

Outras Notícias