CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS




A experiência do INPI com Marcas Tridimensionais é abordada em atividade promovida pelo CCT

25-05-2020

Qual é o atual entendimento do Instituto Nacional da Propriedade Industrial, o INPI, sobre as Marcas Tridimensionais? Essa questão foi esclarecida em um encontro on-line entre convidados externos, professores e estudantes do Centro Universitário Serra dos Órgãos (Unifeso), na ferramenta Collaboratte. Contando com a participação de servidores do INPI, foram relatados alguns casos reais, de processos que foram examinados e suas respectivas decisões.

A atividade faz parte do componente curricular Práticas Integradas em Ciências e Tecnologia (PICP), em que os estudantes trabalham como um dos conteúdos de estudo a Propriedade Intelectual, a Propriedade Industrial e o Direito Autoral - temas da atividade realizada.

Os professores responsáveis por esta atividade foram Francisco Jovando e Márcia Maximiano. Segundo a professora Márcia, foi um momento muito esclarecedor que, inclusive, ajudou os estudantes em um trabalho relacionado ao INPI e à procura de cases de plágio, dentro da área do curso de cada acadêmico. 

Ela destaca a importância dos futuros profissionais estarem bem informados dos padrões e das formas de se protegerem de “oportunistas”, resguardando marcas, produtos, como também de projetos de arquitetura, de engenharia e de software, por exemplo. Tudo isso contando com os órgãos competentes, como o INPI, os Conselhos de Arquitetura e Urbanismo (Cau) e o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). “Nosso evento abrangeu toda essa parte de conhecimento e como o profissional pode de resguardar”, contou a professora Márcia, que é mestre em Metrologia e qualidade pelo Inmetro/UFRJ. 



Saiba mais sobre o PICP

O PICP perpassa do primeiro ao último ano de todos os cursos do Centro de Ciências e Tecnologia, o CCT. “Neste componente curricular promovemos o trabalho em equipe e a aprendizagem colaborativa, os grupos realizam revezamento em atividades de laboratórios ou espaços de aprendizagens contemplando a análise e a resolução de problemas, fomentando as soluções inovadoras. Os projetos integradores promovem a interdisciplinaridade e articulação com as diferentes áreas de conhecimento que compõem o CCT”, explica a professora Vivian Telles Paim, diretora do CCT. 



Por Giovana Campos

Outras Notícias





Atendimento On-line