CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS




Pós em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial, LPP e NIT fazem parceria para facilitar planejamento de cirurgias

02-07-2019

Um projeto integrado entre o curso de pós-graduação em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial, o Laboratório de Projetos e Prototipagem (LPP-Unifeso) e o Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) do Centro Universitário Serra dos Órgãos (Unifeso) vai proporcionar uma série de benefícios para pacientes e profissionais, auxiliando o planejamento de cirurgias. O projeto consiste no desenvolvimento de modelos em impressão 3D, gerados a partir de tomografias computadorizadas, permitindo a sua utilização na modelagem de placas para cirurgias corretivas e planejamentos cirúrgicos, facilitando também a comunicação entre o cirurgião e o paciente. 

A parceria veio através do projeto vencedor do Prêmio Unifeso de Incentivo a Ideias Inovadoras 2018, na categoria docente, intitulado “Fábrica de Ideias e Protótipos do NIT/DPPE”, de autoria do professor Bruno de Andrade, dos cursos do Centro de Ciências e Tecnologia (CCT). “Os modelos impressos em 3D reproduzem com precisão a estrutura óssea de pacientes com algum tipo de deficiência, traumatismo ou deformidade facial, contribuindo para o planejamento pré-cirúrgico e para uma melhor adaptação de materiais de fixação e próteses. Com base nos modelos impressos, placas de titânio podem ser modeladas pelos cirurgiões para corrigir os ossos afetados, e adaptadas ao modelo da mandíbula do paciente, antes do ato cirúrgico. Como a confecção das placas é feita antes da cirurgia, o procedimento possibilita que esta ocorra de forma mais rápida e eficiente e com menos traumas para o paciente, facilitando o trabalho da equipe e reduzindo o tempo cirúrgico”, conta o professor José Roberto Andrade, coordenador do LPP e assessor do NIT.

Segundo Jonathan Ribeiro, coordenador da pós-graduação em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial, o objetivo desse projeto é demostrar o uso da tecnologia de prototipagem como método auxiliar no planejamento e na execução de cirurgias bucomaxilofaciais. “A partir da tomografia computadorizada do paciente, é confeccionado pela impressora 3D um protótipo do osso afetado em dimensões reais, onde o cirurgião pode simular a cirurgia no pré-operatório, adaptando previamente ao procedimento os materiais de fixação óssea e próteses. Essa técnica possibilita a diminuição do tempo operatório, além de prever possíveis complicações do ato cirúrgico”, reforça Jonathan. 

Ao longo de 2019, a equipe de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial do Hospital das Clínicas de Teresópolis Costantino Ottaviano (HCTCO) já executou duas cirurgias seguindo esse método e, até o final do ano, mais outros cinco pacientes devem se beneficiar por esse procedimento.

Por Giovana Campos

Outras Notícias





Atendimento On-line